Meningite, aumento de casos preocupa 
24 de abril de 2022
Sequelas Covid 19
20 de maio de 2022

Traumatismo Craniano e TO

Como parte do processo de reabilitação após acidente de carro que sofreu em março, o ator e ex-BBB Rodrigo Mussi se recupera bem com a ajuda da Terapia Ocupacional. 

O jovem de 36 anos que foi hospitalizado com traumatismo craniano e fraturas pelo corpo, passou por três cirurgias, ficou quase um mês internado e teve alta em abril. (veja os links sobre o caso no final do texto).

Em casa, familiares do ex-BBB disseram que os métodos e técnicas da Terapia Ocupacional têm colaborado para a evolução de Rodrigo de maneira surpreendente.

EFEITOS E CAUSAS DO TRAUMATISMO CRANIANO 

O traumatismo craniano na sua forma mais grave, causa danos ao cérebro, como contusão ou coágulo sanguíneo e passa assim a ser chamado de traumatismo cranioencefálico (TCE ). Os sobreviventes ao trauma, na maioria das vezes, desenvolvem sequelas como: diminuição ou alteração de consciência que afetam diretamente o funcionamento físico, cognitivo, o equilíbrio, a memória, aprendizado e atenção, paralisia, convulsões e outras. 

As principais causas do TCE são os acidentes automobilísticos, como foi o caso relatado no início do texto. Mas, há quedas que também podem provocar o trauma cerebral e são comuns em crianças e idosos, que devem ser socorridos rapidamente no sentido de evitar sequelas. 

ATUAÇÃO DO TERAPEUTA OCUPACIONAL NO TRATAMENTO PÓS TCE 

Junto a uma equipe multidisciplinar, o terapeuta ocupacional contribui para que o paciente se recupere das consequências físicas e mentais do trauma sofrido, com atividades que estimulam os sentidos e a coordenação motora.

O trabalho envolve o reaprendizado de tarefas do dia a dia, como segurar talheres e copos, por exemplo, ajudando na  recuperação dos movimentos. 

Podem ser aplicadas ainda  técnicas como a do médico italiano Carlo Perfetti (1970) para a reabilitação integral,  método voltado para o estimulação da memória do paciente a respeito de seus movimentos – que hoje estão afetados, mas um dia foram tão naturais quanto o ato de respirar. Por isso, a terapia ocupacional se ocupa do processo de reaprendizagem dos movimentos, de forma a reativar funções cognitivas – graças à plasticidade cerebral.

O objetivo do terapeuta ocupacional é devolver ao indivíduo o grau máximo de independência, sendo fundamental sua atuação no processo de recuperação após situações, por exemplo, que deixaram o paciente em coma ou por muito tempo acamado, e ainda acidentes que causaram imobilização temporária. 

Como o profissional que atua com terapia ocupacional possui em sua formação, a capacitação e  conhecimentos de fisiologia, psicologia e anatomia, a reabilitação biopsicossocial pela TO, promove qualidade de vida e bem estar geral aos pacientes.

Mais informações e relatos de casos  você pode encontrar  em: www.ibneuro.com.br

Gostou do artigo ? Nós queremos interagir com você, envie dúvidas ou  faça sugestões para nós pelo e-mail contato@walkyriato.com.br.

#terapiaocupacional #reabilitacao #reabilitar #traumatismocraniano #tce #encefalico  #bbb #saude #paciente #neurologia #traumatismo #acidentebbb #estimular #movimentos #neuro

Referências : 

https://www.crefito1.org.br/noticias/6888/terapia-ocupacional-promove-reabilitacao-e-evolucao-do-quadro-clinico-e-funcional-do-ex-bbb-rodrigo-mussi

https://istoe.com.br/rodrigo-mussi-faz-terapia-ocupacional-e-tem-ciencia-do-que-aconteceu-com-ele-diz-irmao/

https://www.rededorsaoluiz.com.br/especialidades/neurologiahttps://bvsalud.org/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

English EN German DE Portuguese PT Spanish ES
Posso ajudar?