PALESTRA COMPLETA
28 de janeiro de 2022
LER E DORT , HÁ DIFERENÇAS ?
24 de fevereiro de 2022

O que é a síndrome de Asperger?

Conhecida também como Transtorno do Espectro do Autista (TEA), é um conjunto de sintomas
relacionados ao desenvolvimento neurológico que, de forma desordenada, se fazem presentes
desde o nascimento ou início da infância.

Descoberta pelo pediatra austríaco, Hans Asperger , nos anos 40 , a síndrome apresenta
transtornos permanentes, que podem acompanhar o individuo por todas as etapas da vida.

Estes porém, podem ser indivíduos talentosos e especializados em uma determinada área,
como música ou matemática, por exemplo.

Quando crianças, possuem dificuldades em interagir, fazer amizades , se expressar oralmente
ou por meio de gestos, e até fazer amizades, esses podem ser os primeiros sinais de falhas na
comunicação , e sintomas importantes desta síndrome.

A criança também pode apresentar padrões repetitivos, como torcer mãos e dedos, foco em
interesse fixo, rituais sistemáticos – como por exemplo se vestir sempre na mesma sequência
de movimentos -e alteração na percepção de estímulos sensoriais, auditivos , visuais e táteis
Ressaltando que, cada indivíduo, será afetado, em graus diferentes de intensidade, resultando
em características bem particulares.

Dentro das particularidades , há ainda pessoas, com SÍNDROME DE ASPERGER, que podem
desenvolver, o Transtorno do Processamento Sensorial ( TPS ) . A Informação, se baseia em
pesquisa feita pela terapeuta ocupacional (TO) americana Anna Jean Ayres, na década de 60.
Ayres , estudou as razões pelas quais algumas crianças não conseguiam aprender como as
outras e o que estava causando problemas no desenvolvimento delas. A partir daí, surgiu a
Teoria da Integração Sensorial.

Na visão da TO americana , a integração sensorial é um processo neurológico , relacionado
com as sensações do corpo no meio ambiente. Sua pesquisa apontou que algumas crianças,
tinham dificuldade e até mesmo impossibilidade, para organizar os estímulos recebidos e, de
responder a eles de forma funcional.

COMO A TERAPIA OCUPACIONAL VAI ATUAR?

Após diagnóstico multidisciplinar e clínico, o tratamento com o Terapeuta Ocupacional , visa o
fortalecimento das interações interpessoais, desenvolvendo as competências sociais e
comunicativas.

O brincar é a ferramenta usada para ajudar as crianças que sofrem de TEA , com diferentes
dificuldades, desenvolvendo e refinando as habilidades motoras globais . Ainda amplia a
autonomia e independência nas atividades da vida diária, lazer e escola .

Também visa estimular a interação social, criando estratégias, adaptações e acomodações
sensoriais para que as crianças ultrapassem suas dificuldades e desenvolvam suas habilidades
e potencialidades.

Nas sessões de TO, são usadas técnicas terapêuticas que ajudam a organizar o comportamento
das crianças, que se encontram desregulados, com hipo responsividade ou hiper
responsividade. Isso, por meio de materiais tecnicamente propostos e adequados para a
Terapia de Integração Sensorial®, como equipamentos suspensos de balanço, escalada, rede

Referências: https://tuasaude.com/ | https://www.isaude.com.br/ | https://sp.unifesp.br/ | https://autismoerealidade.org.br/

#autismo #terapiaocupacional #desenvolvimentoinfantil #saude #terapeutaocupacional #to #occupationaltherapy #medicina #neuropsicologia #pediatria #saudemental #terapiaocupacionalinfantil #neurologia #rehabilitacion #asperger #sindrome #reabilitacao #transtorno #sensorial

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

English EN German DE Portuguese PT Spanish ES
Posso ajudar?